Além das perguntas poderosas e das ações específicas, conforme já explicado anteriormente, o Diário de bordo é valioso por trazer uma reflexão diária, permitindo o feedback diário, a ressignificação dos deslizes, a avaliação dos sentimentos, comportamentos e aprendizados. Além disso, promove o planejamento de ações a serem realizadas no dia seguinte, conforme o objetivo do coaching e ainda  trabalha a gratidão e o perdão durante 21 dias, favorecendo para que essa prática se torne um hábito.

 

O Cinecoaching também se configura como uma ferramenta de fácil acesso e aceitação, pois trabalha a continuidade do aprendizado de maneira lúdica, seja pelos atores, roteiro, identificação com os personagens, trilha sonora ou efeitos especias, o filme chama a atenção, transmite mensagens, nos convida à reflexão e à mudança de formas de pensar, agir e ver o mundo. Ao assistir à história dos personagens, o coachee pode relacioná-las com a sua história de vida e com os ensinamentos do coaching, e ao discutir suas análises com o coach, cria-se um cenário de reflexões.

 

Utiliza-se também as técnicas, conhecimentos que dispensam o uso de qualquer material físico para serem aplicados, para trazer informações do Self 2 para o Self 1, gerando os insights através das reflexões. Nesse contexto, destaca-se a ressignificação e o Chazan, o qual possibilita captar os pontos mais importantes, de maior conteúdo emocional, tanto positivos quanto negativos, em um determinado espaço de tempo e ainda saber qual a motivação que se fez presente na vida da pessoa.

 

O Autofeedback, assim como o feedback Projetivo 360, provoca um autoconhecimento profundo, nos levando a reconhecer os pontos fortes, os pontos de melhoria, as expectativas, as oportunidades, os limitadores, as crenças fortalecedoras, a autopercepção, os significados, entre outros. Essas reflexões sobre o real propósito de nossa existência, sobre espiritualidade, amor, perdão, pessoas importantes e o que realmente tem valor, chegam carregadas de emoção, ativando o Self 2.

Outrossim, destacam-se outras ferramentas como a Roda da Vida por favorecer uma avaliação dos diferentes aspectos da vida, levando a um balanço da satisfação em cada um deles; os Significados, pro nos permitir identificar e alterar o que está motivando, a raiz das nossas ações, as crenças e valores; a Missão e Propósito de vida, que elucidam o que orienta nosso plano de vida; a Autobiografia, que nos remete à importância de honrar, respeitar e escrever a própria história; e a Roda da Abundância, por representar um caminho para nos conscientizarmos e aprimorarmos os quatro elementos que compõem a prosperidade.